Pesquisar este blog

segunda-feira, 3 de maio de 2010

O tempo de Deus não é o nosso



Essa é uma verdade que se aplica a toda e qualquer área de nossa vida. Muitos têm aprendido a desfrutar com sabedoria de tudo que vem do nosso Senhor, pois aprenderam a entender esse “Tempo de Deus”. Mas quando queremos muito algumas coisas é mais complicada se lembrar dessa verdade. Para nós mulheres é um sacrifício ter que vencer a tentação quando se quer um sapato que não sai da nossa cabeça, aquela bolsa linda que parece ser a única do mundo inteiro, quando se queremos uma roupa que ficou linda em nós, e outras situações que nos acontecem em nosso dia a adia.

Alguns podem até pensar que isso seja uma bobagem, mas quando nos precipitarmos e não esperamos o momento certo para viver cada coisa podemos criar uma série de complicação para nós, seja essa na área financeira, sentimental, ministerial dentre outras. Trazemos o problema para perto de nós por que não aprendemos a fugir dele. Mas isso irmãos não é tão sério se comparado a outras decisões que precisamos que precisamos tomar. Aquelas que irão definir o que somos como cidadãos, como pessoas de Deus, e aonde chegaremos.

Quando queremos tanto fazer algo e perguntamos para Deus se é o momento certo, isso significa que estamos pedindo sua aprovação ou não. Então temos que esperar Ele nos dar a resposta ou nos enviar o que tanto queremos. Existem aqueles que não perguntam, não pedem conselhos a ninguém, pois já tem suas opiniões formadas. Se soubéssemos o peso que tem uma decisão mal tomada, uma escolha errada certamente pensaria mil vezes antes de nos precipitarmos. É claro que muitos dizem saber, mas no fundo não sabem de nada, pois quando tudo da errado, logo correm para Deus. 
Que possamos viver para entender e cumprir os propósitos do Senhor em nossas preciosas vidas. Jesus, não tem nada mais lindo e gratificante para nossa alma do que contar com o apoio incondicional do Senhor, ensina-nos a te obedecer. Receba essa palavra de Deus ao seu coração como tenho recebido ao meu.