Pesquisar este blog

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Solteiros X Bullying


Vivemos em uma geração de pessoas carentes de carinho, e ansiosos em poder encontrar sua tão esperada ”Outra metade”. Abordar alguns assuntos acerca de vida sentimental seja para solteiros ou não, isso nos leva a refletir sobre quem somos em Deus, e é claro, precisamos nos auto avaliar todos os dias. Quando se tem um chamado, uma missão de externar o que o Senhor coloca dentro de nós, independente de qual seja esse chamado, com certeza sempre envolverá pessoas, são vidas, sentimentos de seres humanos que na maioria não conhecemos, mas que se apegam a cada palavra que transmitimos, encontrando nelas consolo, conforto, um cuidado e resposta do pai. Ser instrumento de Deus é mais que um privilégio, é também uma grande responsabilidade. O senhor tem colocado em meu coração alguns sonhos e projetos ministeriais, e dentre eles, é ministrar para os solteiros, dando uma palavra de fé e encorajamento. Mas há um longo caminho a percorrer e ainda tenho muito que aprender, estou no processo. Por isso, Eis-me aqui Senhor! Faça em mim e través de mim.

Creio que muitas coisas ainda não se cumpriram em minha vida, por várias razões e também por permissão e propósito de Deus, talvez um deles seja o que um amigo me disse em um de seus e-mails, ele dizia: Fabiana, será que se você fosse casada, ainda escreveria para solteiros? Hoje posso dizer que sim, pois passar por tantas lutas, e por essa espera que parece interminável, viver tudo isso tem me feito compreender algumas coisas, e viver grandes experiências com Deus. Mas depois que eu me encontrar com meu amado, continuaremos a ministrar para os solteiros, compartilhando de nossas experiências em seu “antes e depois”. Mas hoje, ainda falarei como solteira (risos). 

Todos nós temos uma história muito singular, e sempre algo que aflige nosso coração. Porém algumas coisas não mudam, são idênticas e comuns na realidade de um solteiro. E dentre elas podemos ressaltar, a falta de compreensão e respeito da parte de alguns, pois muitos já estão casados e não se importam ao que o outro possa estar sentindo. Com isso temos aquela sensação de que ninguém compreende o que estamos vivendo, até por que na maioria das vezes muitos não conseguem expressar como realmente se sentem. Alguns, nem mesmo têm com quem desabafar e colocar pra fora todo sentimento contido dentro de si. Penso que a igreja tem sua parcela de responsabilidade, e “Algumas” tem deixado a desejar nesse sentido, pois tem faltado uma orientação, trabalhos e palavras específicas para os solteiros. Mas reconhecemos que a responsabilidade maior vem da família, de nossa criação, nossos valores.  Muitos solteiros se sentem isolados em suas igrejas, pois todo trabalho é sempre voltado para casais, com isso se sentem deslocados, solitários, um E.T.

Há momentos em que ficamos até constrangidos e cansados de tanto ouvir palavras e comentários sempre voltados para os casais, e mais uma vez nos sentimos um peixe fora d’agua, ridículos, então pensamos: Deus, até quando terei que ler a bíblia sozinha, Quando encontrarei alguém que coloque as mãos sobre meu ombro e me faça sentir-me protegida? Até quando terei que esperar por aquele (a) a quem tanto desejo ter por esposo (a)? Esses são alguns dos muitos questionamentos que se passam dentro de nós, também vivo coisas assim. Mas louvo ao Senhor, pois tenho sido animada a permanecer firme, e aprendido a cada instante a lidar com essas situações. E mesmo que minhas estruturas em alguns momentos sejam abaladas, sendo eu tentada a deixar tudo pra trás, ainda sim, há dentro de mim uma certeza e convicção de que não posso retroceder. E me pego pensando no que o Senhor tem pra mim, pois não posso decepciona-lo, penso em meus pais, na criação que tive na alegria que terei ao olhar dentro dos olhos do meu amado, e dizer a ele: Amor valeu a pena esperar por você, valeu a pena me guardar pra você!

Uma das coisas que mais tem machucado o coração dos que têm esperado em Deus, é lidar com diversos comentários, já não bastasse ter que enfrentar nossos próprios sentimentos, ainda temos que ouvir pessoas dizerem que vamos ficar para titios, titias, que somos devagar, que não temos atitude, que nosso padrão de exigência é alto demais, alguns falam que ninguém é bom o bastante pra nós, já que não demos chance para aquele (a) que se mostrou interessado. Como se fossemos obrigados a aceitar as propostas que nos aparece. Sem contar aquele que sempre olha pra você é faz a mesma pergunta? Já casou? Dai temos que responder mais uma vez, e dizemos: Não, estou esperando em Deus, Ele sabe o que é melhor pra mim, e com isso ouvimos mais absurdos, e com certeza pensam de nós algo do tipo, não tá pegando nada, e fica nessa de que está esperando em Deus. Sem mencionar aqueles que acham até que não gostamos de pessoas do sexo oposto ao nosso, pois nunca nos vê acompanhados. Nossa! Se eu for mencionar a quantidade de situações a qual um solteiro enfrenta nesse processo da espera, muitos iriam ficar impressionados, e nós, certamente desistiríamos. Tudo isso que enfrentamos é o Bullying da Espera.

Todas essas coisas, podem não significar muito para alguns, ou ser exagero para outros, mas se você é casado, aprenda a respeitar, incentivar, e valorizar essa escolha tão linda na vida de um solteiro, profetize sobre ele e diga que vale a pena esperar pelo tempo de Deus. Mas se por alguma razão você não tiver vontade, liberdade de fazer algo assim, também não seja aquele a quem vai desanima-lo na caminhada. A nós solteiros, sejamos gratos a Deus por esse tempo onde podemos focar toda nossa atenção ao Senhor. Que possamos aprender a ignorar aquilo que não nos faz bem, e absolver o que alimenta nossa alma, pois independente do que possamos ouvir ou não, uma coisa é certa, nossas convicções sempre terão que ser firmadas em Deus, pois só assim elas serão capazes de sustentar uma escolha tão difícil e preciosa. A realidade de um solteiro é um Desafio constante.