Pesquisar este blog

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Atraindo olhares


É interessante perceber que nós seres humanos temos uma necessidade extrema e profunda de nos fazer ser vistos. Aprendemos desde cedo e adquirimos nossa maneira própria de chamar atenção para nós, achamos que se as pessoas não puderem nos ver de alguma forma, então não somos tão importantes, até ouso afirmar que alguns acreditam que viver uma vida sem ser notada por outra é como viver pela metade, portanto- Vivem uma vida sem significado algum. Uma triste constatação, lamentável, mas é a mais pura e fútil verdade. Porém, fingirmos que isso não acontece ignorar essa realidade com certeza não nos fará amadurecer, então talvez seja hora de repensarmos sobre qual tem sido nossos valores. E particularmente o que me deixa mais triste é perceber onde está o nosso coração, e ao final ter que admitir que cada um de nós de uma maneira ou de outra carrega um pouco dessa ridícula verdade dentro de si. Tenho pensado muito nesses últimos dias sobre tantas coisas que sinto como se minha cabeça fosse dá um nó.

“Se o Senhor não tivera ido em meu auxílio, a minha alma quase que teria ficado no silêncio. Quando eu disse: O meu pé vacila; a tua benignidade, Senhor, me susteve. Na multidão dos meus pensamentos dentro de mim, as tuas consolações recrearam a minha alma.” Salmos 94:17-19.

Então eu clamo: Espirito Santo ajuda-me a organizar os meus pensamentos dentro de mim, a encontrar em ti o equilíbrio para administrar tudo que tenho vivido, para que eu foque no que é preciso, e viva um dia de cada vez. Penso que, são tantas as cobranças que fazemos a nós mesmos, pois sabemos que há muito para ser alinhado consertado e curado acerca de nossas atitudes e comportamentos como cristãos, porém não iremos conseguir realizar nada se perdermos o foco principal que é Cristo. Então como ter o Espirito de Deus em nós e ao mesmo tempo sermos pessoas conformadas com o pecado? Impossível! Não podemos nos sujeitar ao diabo e correr o grande risco de sermos governados por ele, pois se permitirmos que isso aconteça certamente o que restará a mim e a você, será uma vida vazia e totalmente sem propósito algum, é isso que nós queremos?

Há alguns dias eu estava no ponto de ônibus e assim que ele passou dei sinal e entrei, e me assentei no banco da frente para separar o valor da passagem, foi quando uma moça passou pela roleta e rapidamente não pude deixar de observar que o trocador do ônibus se fixou nela, alias nas pernas e todo o resto que estava à mostra, pois a mesma estava com um short muito curto, mostrando partes do seu corpo mais do que poderia ser visto. Então me veio esse tema á cabeça e comecei a refletir sobre ele e perguntei a mim mesma, Por que fazemos isso? Qual a vantagem e o que ganhamos em Atrair olhares? Que vidinha sem perspectiva e fajuta é essa com a qual temos nos conformado? É isso mesmo, pois se temos nos contentado e nos limitado a viver apenas para sermos notados em situações como essas, então nós somos pessoas muito medíocres em nossa mentalidade. E se você se vê em alguma parte desse texto, certamente que não é tão diferente daquela moça do ônibus, mas claro, eu também não poderia me isentar, seria hipocrisia dizer que não cometo erros. No entanto no quesito vestes eu nunca fiz o estilo como dizem ”O que é bonito é pra se mostrar”, longe disso. Mas dentro do nosso conceito de mulheres bem vestidas, digamos assim, há muitas maneiras em que podemos errar atraindo olhares para nós de forma bem proposital. Por isso é necessário que sondemos o nosso coração para ver qual é a real intensão em estarmos fazendo determinada coisa. Mas a ideia central desse texto não está ligada apenas a uma simples peça de roupa feita para cobrir o corpo, até por que essa não é a única forma que temos de chamar a atenção. Então seja você homem ou mulher, nós precisamos urgentemente nos avaliar todos os dias e nos conscientizar dos nossos atos, e o porquê de cada um deles.

Temos que nos atentar, detectar qual é a verdadeira motivação das muitas palavras que temos expressado, daquela roupa nova que desejamos adquirir, aquele novo amigo (a) que adicionamos as nossas redes sociais. A tão esperada cirurgia que você deseja fazer, e tem também aquele carro novo que você tem namorado por tanto tempo, e agora poderá comprar. Vivemos cercados por realidades como essas, no entanto é preciso avaliar as intenções em realizar cada uma delas, ou seja, resta saber se deseja fazer isso por você, ou somente para satisfazer seu desejo egoísta de ser notado por alguém sendo o centro das atenções. Não estou dizendo que seja errado fazermos algo e tão logo desejar partilhar, pelo contrário, é precioso o ato de compartilharmos o que temos e somos com alguém, mas de nada valerá se o nosso objetivo principal for chamar a atenção para nós, por isso é preciso haver um motivo que não seja a futilidade. Exemplo: Se eu escrever no blog com o intuito de que as pessoas me reconheçam como uma excelente escritora, esperar que elogios me encham os olhos, se eu apenas me contentar com palavras de encorajamento daqueles que dizem admirar o meu trabalho, ou até mesmo desejar escrever um livro somente para publicar e nada mais, então posso dizer que sou uma miserável criatura.

Eu creio que, em toda nossa existência humana a tudo que se move dentro e fora de nós, se isso não envolver Jesus, e não o colocar no centro sendo o principal autor de nossas obras, acredite você poderá escrever milhares de livros, mas nunca terá pessoas para ler e compreendê-los em sua verdadeira Essência.

“A mim não interessa ser uma Best Seller se isso não me aproximar do maior Autor da vida, Jesus.”